Pesquisar:    
  NOTICIAS
Matéria inserida em: 10/01/2018

ÍNDICE ABCR AVANÇA 0,6% EM DEZEMBRO E ACUMULA 1,9% EM 2017

Fluxo de veículos leves e pesados no ano indica gradual retomada da atividade econômica

São Paulo, 10 de janeiro de 2018 – O índice ABCR de atividade referente a dezembro do último ano avançou 0,6% na comparação com o mês imediatamente anterior, considerando os dados dessazonalizados. O índice que mede o fluxo pedagiado de veículos nas estradas é produzido pela Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR) em conjunto com a Tendências Consultoria Integrada.

Os índices de fluxo pedagiado de veículos leves e o de pesados apresentaram expansão, respectivamente de 0,7% e 2,5%, em relação a novembro, na comparação mensal dessazonalizada. No ano, o indicador de fluxo total acumulou crescimento de 1,9%, refletindo a elevação acumulada do índice de leves e de pesados, os quais variaram, respectivamente, 2,2% e 1,1% em 2017.

“O crescimento do índice total e de suas aberturas em 2017 evidencia o processo de gradual retomada da atividade econômica ao longo do último ano, resultados que minimizam as perdas registradas em 2016, quando tanto o índice total (-3,6%), como leves (-2,8%) e pesados (-6,0%) acumularam perdas”, explica Thiago Xavier, Analista da Tendências Consultoria. “O ritmo de aumento dos índices de fluxo é consistente com a velocidade de retomada da atividade econômica apresentada pelos principais indicadores nacionais”, afirma Xavier.

O fluxo de leves, por sua vez, acumulou maior crescimento em 2017, de 2,2%, em linha com o processo de melhora em curso da situação financeira das famílias, conforme analisa Xavier: “O crescimento da população ocupada e dos rendimentos, a relativa melhora no mercado de crédito especialmente à pessoa física, em um quadro inflacionário benigno, influenciou no aumento do poder de compra das famílias no ano anterior”. O economista observa ainda a importante contribuição do PIB do consumo das famílias para o crescimento do PIB total nos últimos trimestres de 2017.

Por fim, o crescimento de 1,9% do índice total de fluxo pedagiado reflete a expansão de suas aberturas no ano, em linha com a recuperação do ambiente macroeconômico. “Tal processo deve se prolongar ao longo de 2018, permitindo que os indicadores de fluxo continuem em trajetória positiva e acumulem ganhos adicionais neste ano”, conclui Xavier.


Fonte: ABCR e Consultoria Tendências










FETRANSCARGA - FEDERAÇÃO DO TRANSPORTE DE CARGAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Todos os Direitos Reservados © 2018 - Todo conteúdo deste site é de uso exclusivo da FETRANSCARGA