NOTICIAS
Matéria publicada em: 07/01/2020

Produção de veículos sobe 2,3% em 2019, e vendas crescem 8,6%, aponta Anfavea

Mercado interno compensou as perdas com exportação

Por Marli Olmos, Valor — São Paulo
07/01/2020

A indústria automobilística conseguiu um aumento de produção em 2019 a despeito da profunda queda nas exportações, provocada pela crise na Argentina. O mercado interno compensou as perdas com exportação. No ano completo, foram produzidos 2,94 milhões de carros, comerciais leves, caminhões e ônibus, alta de 2,3% em relação ao volume de 2018. Mas a crise no país vizinho trouxe impacto na produção de dezembro, quando saíram das linhas de montagem 170,5 mil veículos, volume 3,9% menor do que o do último mês de 2018.


Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Os números foram apresentados nesta terça-feira pela Anfavea, associação que representa os fabricantes de veículos. A entidade apontou ainda que, em 2019, foram vendidos 2,78 milhões de veículos no país, um crescimento de 8,6% na comparação com o ano anterior. Foi o melhor ano desde 2014.

Como resultado, mais uma vez, das vendas diretas a grandes locadoras, o mercado de veículos em dezembro registrou expansão de 12% na comparação com o mesmo mês de 2018, num total de 262,5 mil unidades.

Há poucos dias, a Fenabrave, que representa os concessionários, revelou que calcula um crescimento de 9% nas vendas de carros e comerciais leves em 2020. A entidade demonstrou otimismo em relação ao aumento da oferta de crédito.

Emprego

O nível de emprego na indústria automobilística encolheu 3,7% em 2019, perante um ano antes, o que representou o fechamento de 4,3 mil vagas.

Grande parte da redução no número de postos de trabalho é resultado do fechamento da fábrica da Ford em São Bernardo do Campo (SP). Por outro lado, reflete também, segundo Luís Carlos Moraes, presidente da Anfavea, a queda nas exportações. A redução da demanda na Argentina levou várias empresas a reduzir o ritmo de produção.

Moraes lembra que o volume de produção previsto para 2020 – de 3,1 milhões de veículos – equivale a 520 mil unidades menos do que o pico histórico, em 2012.


FETRANSCARGA - FEDERAÇÃO DO TRANSPORTE DE CARGAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Todos os Direitos Reservados © 2020 - Todo conteúdo deste site é de uso exclusivo da FETRANSCARGA