NOTICIAS
Matéria publicada em: 23/07/2020

CNT e Autotrac assinam acordo de cooperação técnica

Fonte: CNT

Cooperação Técnica

A CNT (Confederação Nacional do Transporte) e a Autotrac assinaram, nesta quarta-feira (22), um acordo de cooperação técnica que vai possibilitar a divulgação de informações georreferenciadas, por meio de dispositivos de rastreamento, dos trechos de rodovias com o maior índice de acidentes envolvendo caminhões.

As informações têm como base o estudo Acidentes Rodoviários - Estatísticas Envolvendo Caminhões, divulgado pela CNT em 2019. A partir dos dados de acidentes em rodovias federais, a confederação elaborou um ranking com os cem trechos mais perigosos, levando em consideração o índice de fatalidade.

Os dados serão incluídos em um sistema de alerta nos rastreadores fornecidos pela Autotrac aos seus clientes. Ao se aproximar de um desses trechos, o rastreador vai emitir um alerta sonoro indicando que aquela é uma região com alto índice de acidentes e que é importante o motorista redobrar a sua atenção. O sistema ainda pode reconfigurar alertas de velocidade máxima, orientando o condutor a manter uma velocidade mais segura no local e solicitar testagem dos freios, além de outras orientações enquanto o condutor trafega pelo trecho.

“A CNT sempre desenvolveu ações para contribuir com o desenvolvimento do setor de transporte no país. A parceria com a Autotrac é mais uma conquista. Acreditamos que essa é uma ação concreta que vai gerar benefícios reais em termos de aumento da segurança nas nossas rodovias e, consequentemente, na redução do número de acidentes e mortes”, afirma o presidente da Confederação Nacional do Transporte, Vander Costa.

Para Márcio Toscano, diretor de Marketing, Comercial e Pós-vendas da Autotrac, essa é uma iniciativa ímpar. “A CNT e a Autotrac têm públicos comuns, e o nosso objetivo é somar forças para possibilitar mais segurança no trânsito. Nós vamos, a partir do levantamento de dados da CNT, fazer com que essa informação seja acessada dentro da boleia dos caminhões. Isso permite ao motorista agir, de maneira preventiva, nas situações de risco vivenciadas durante a viagem.”

O acordo também estabelece que a CNT passe a utilizar os dispositivos de rastreamento desenvolvidos pela Autotrac nos veículos que realizam a coleta de dados da Pesquisa CNT de Rodovias, garantindo, assim, maior controle da gestão do levantamento das informações e mais segurança aos pesquisadores a partir de 2021.


FETRANSCARGA - FEDERAÇÃO DO TRANSPORTE DE CARGAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Todos os Direitos Reservados © 2020 - Todo conteúdo deste site é de uso exclusivo da FETRANSCARGA