NOTICIAS
Matéria publicada em: 21/12/2020

NOTA DE FALECIMENTO
VALMOR WEISS


É com grande tristeza que registramos a perda do estimado VALMOR WEISS, presidente do Grupo V.Weiss, antigo integrante do TRC.

Inteligente, empreendedor, vibrante. Inesquecível. Seu poder de comunicação não ficava a dever ao seu entusiasmo. Intenso em tudo que fazia, agradecido à sua mulher, que com ele participou de todas as ações – “nada fiz sozinho, tudo fizemos juntos” – e aos filhos amados, orgulhava-se de suas “meninas” e de o filho Valmor Emílio já praticamente ser seu sucessor.

VALMOR era um humanitário. Tinha preocupações sociais e com esse espírito dedicou-se às causas do Estado do Paraná, principalmente nas áreas da infraestrutura e da segurança. Detentor, pela Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística, da Medalha NTC – Mérito do Transporte (1988) e, pela CNT – Confederação Nacional do Transporte, da Medalha JK – Ordem do Mérito do Transporte no Grau Oficial (1997), Cidadão Honorário do Paraná, Cidadão Honorário de Curitiba e outros tantos títulos. Nem tantas homenagens bastaram para comprovar as inúmeras iniciativas que criou e das quais participou – sempre com a família. Acreditava, de fato, ser fundamental voltar-se ao comunitário.

Nascido pobre em Rio do Sul, interior de Santa Catarina, foi para Curitiba e se alistou no Exército. Tido como militante de esquerda nos idos de 64, foi expulso da corporação. Enfrentando a pressão política que não lhe permitia manter-se empregado – perdeu vários empregos, seguidamente –, passou a carregar caixas no Mercado Municipal e acabou por montar uma quitanda onde vendia bananas.

Descobriu levar jeito para o comércio. Foi quando conheceu Marlene Regina Gasparin, também comerciante, parceira nos negócios e na vida. A clientela aumentou, e o local tornou-se ponto de encontro: conversava-se de tudo e qualquer motivo era assunto.

Mas VALMOR queria “tirar a barriga do balcão”. Era final de 1972. Veio-lhe a ideia ao ler no jornal: “Correios encampam permissionárias de malotes”. Procurou um amigo que trabalhava nos Correios e começou a fazer pequenas entregas numa Kombi. O transporte de malotes foi bem sucedido, e VALMOR se lançou na compra a crédito de 70 carros (“dei sorte, confio em Deus”). Chegou a 700.

Estava criada a V.Weiss, semente do Grupo V.Weiss, composto de empresas voltadas a diferentes segmentos. Além do manuseio e transporte de malotes e documentos bancários, aluguel de carros (a Yes Rent a Car é uma das cinco maiores do país); entregas rápidas (porta a porta) em toda a região Sul do Brasil; triagem, montagem e envio de kits e artigos promocionais; construção civil e administração de imóveis.

VALMOR dedicou-se também à atividade sindical. Foi presidente da FETRANSPAR – Federação das Empresas de Transporte de Cargas do Estado do Paraná; presidente do SETCEPAR – Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas no Estado do Paraná; vice-presidente do SINDILOC – Sindicato das Empresas Locadoras de Veículos Automotores, Equipamentos e Bens Móveis do Estado do Paraná; diretor e vice-presidente regional da NTC.

A saudade há de permanecer, e o presidente da FETRANSCARGA, Eduardo Rebuzzi, em nome da Diretoria, dos Sindicatos filiados em seu próprio nome, solidariza-se à esposa, Marlene Regina; aos filhos, Mariela, Fabiana e Valmor Emílio, parentes e amigos do nosso querido VALMOR WEISS.

“O Senhor está perto
dos que têm o coração quebrantado
e salva os de espírito abatido”.
Salmos 34:18


Com informações do Portal Memória Paranaense



FETRANSCARGA - FEDERAÇÃO DO TRANSPORTE DE CARGAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Todos os Direitos Reservados © 2021 - Todo conteúdo deste site é de uso exclusivo da FETRANSCARGA